sobre

O que é o Agroideal?

É uma iniciativa pioneira para o setor da pecuária em que empresas, ONGs, bancos e instituições de pesquisa juntaram esforços para desenvolver um sistema de inteligência territorial online e gratuito de suporte a tomada de decisões para avaliar territorialmente os riscos socioambientais associados a compra de carne e investimentos em infraestrutura e na intensificação da produção pecuária, buscando maior desempenho econômico e produtivo aliado à baixos impactos ambientais e sociais.

O sistema inova ao trazer informações inéditas que auxiliam o setor a fomentar o uso de áreas já abertas para a intensificação da produção.

É uma ferramenta para que atores setoriais, pesquisadores, gestores e toda a comunidade adquiram conhecimento do seu território e promovam seu desenvolvimento sustentável.

O QUE É INTELIGÊNCIA TERRITORIAL PARA O AGROIDEAL?

A inteligência territorial é uma abordagem multidisciplinar e multissetorial de planejamento do uso do solo que combina métodos quantitativos, qualitativos e espaciais.

Está fundamentada na:

  • Sustentabilidade ambiental como alternativa a uma visão puramente econômica de desenvolvimento;
  • Valorização dos territórios como espaços de planejamento e ação social;
  • Construção de uma inteligência coletiva para ações futuras de uso do solo.

 

Diferencial

O Agroideal agrega em uma base única informações territoriais, essenciais para o planejamento da compra de soja e carne bovina, além de investimentos em desenvolvimento sustentável da cadeia de soja e intensificação sustentável da pecuária, definida por grupos de especialistas nos setores.

Com base no seu plano de negócios, o usuário seleciona uma região e uma escala espacial relevante para análise, seleciona os indicadores de oportunidade econômica e de riscos socioambientais mais relevantes, define limiares de tolerância e o peso de relevância de cada um desses fatores e o sistema contabiliza essas diferentes informações para gerar um mapa de exposição ao risco para a região de interesse.

Com essa informação em mãos, os tomadores de decisão podem adotar estratégias de desenvolvimento regional que minimizem ou mitiguem os impactos sociais e ambientais de investimento em expansão e compra de soja e carne em uma dada região, considerando o cumprimento dos compromissos socioambientais assumidos publicamente.

Depoimentos

Público-alvo

Além dos diferentes segmentos do setor produtivo da pecuária bovina, principalmente da sua comercialização, nosso público-alvo inclui todos os tomadores de decisão vinculados à cadeia, como ONGs, associações setoriais, gestores públicos, instituições de pesquisa, instituições financeiras, entre outros.

É destinado a todos os usuários, mesmo aqueles pouco familiarizados com ferramentas de análise espacial, mas conhecedores da cadeia produtiva da carne.

Agroideal em ação

Descubra como empresas parcerias do Agroideal estão utilizando a ferramenta para o planejamento de negócios sustentáveis:

Esforço Conjunto

Durante 15 meses, 9 instituições globais e brasileiras, lideradas pela TNC, incluindo traders, bancos, empresas de consultoria, instituições de pesquisa e ONGs, se reuniram para definir dados e parâmetros essenciais para a produção da ferramenta. O grupo também avaliou indicadores e versões anteriores, além de discutir os requerimentos internamente dentro de suas instituições.

As seguintes instituições colaboraram no processo de criação do sistema:

REALIZAÇÃO
PARCEIROS BRASIL
PARCEIROS PARAGUAI
APOIO FINANCEIRO

O Agroideal é resultado do apoio financeiro da Bunge e da Gordon and Betty Moore Foundation. Este trabalho faz parte da Colaboração Floresta Agricultura (CFA), uma iniciativa de cooperação entre diversas instituições, incluindo a National Wildlife Federation (NWF), a The Nature Conservancy (TNC), o World Wildlife Fund (WWF), a Gordon and Betty Moore Foundation e outros parceiros estratégicos criados com o intuito de eliminar o desmatamento e a degradação de ecossistemas tropicais e subtropicais que podem ocorrer como consequência da produção de commodities agropecuárias globais, sobretudo nas cadeias de carne e soja, através da verificação de que os produtos de tais cadeias são oriundos de áreas livres de desmatamento. Para mais informações acesse: www.moore.org.

DESENVOLVEDORES